Windows Admin Center chegou junto com a nova versão do Windows – Windows Server 2019. Já existiu em outras versões do Windows, o Project Honolulu. O início desse projeto começou em 2017, junto com as atualizações semestrais. Inicialmente foi um esboço, escopo, e que acabou se tornando o Admin Center, que fará parte da Suite de gerenciamento Windows Server. A principal ideia, é mudar a forma de gerenciar, a forma de visualizar os Hosts em uma rede, a facilidade e a praticidade do gerenciamento de uma Farm de máquinas (virtuais e/ou físicas). Em versões anteriores, temos além do Projetct Honolulu, a Feature chamada MMC (Console de gerenciamento Microsoft). 

Mas, o que é MMC? 

  • Console de gerenciamento Microsoft (MMC): Utilizável para criar, salvar e abrir ferramentas administrativas, denominadas consoles, que gerenciam o hardware, software e componentes de rede do seu sistema operacional Microsoft Windows. O MMC é executado em todos os sistemas operacionais cliente com suporte no momento. 
     
    Você pode usar o MMC para criar ferramentas personalizadas e distribuí-las aos usuários. Com o Windows XP Professional e no Windows Server 2003, você pode salvar essas ferramentas para que eles estejam disponíveis na pasta Ferramentas administrativas. Para criar um MMC personalizado que será o comando runas. 
     
    Um snap-in é uma ferramenta hospedada no MMC. O MMC oferece uma estrutura comum no qual vários snap-ins pode ser executado para que você possa gerenciar vários serviços por meio de uma única interface. O MMC também permite a personalização do console. Seleção e escolha de snap-ins específicos, você pode criar consoles de gerenciamento que incluam apenas o pedágio administrativo é necessário. Por exemplo, você pode adicionar ferramentas para gerenciar os computadores local e remotos. 

Comentários sobre:

  •  Console de gerenciamento, desde o Windows NT, que veio evoluindo e agregando funções para Windows Server, que são os Snap-In. Servem para gerenciar alguma função do servidor (como certificados, AD, etc). Como o Windows Server possui muitas funções, a tela do MMC.msc acabou ficando ultrapassada e cansativa, já não é mais tão produtivo gerenciar o Windows Server com o MMC.msc. É uma falsa ilusão de que a ferramenta faz com que o Windows seja centralizado, que na verdade é uma mentira, pois você precisa, e é obrigado a adicionar Snap-In para gerenciar o servidor. Por exemplo, se for necessário adicionar um servidor AD no MMC, é preciso adicionar um por vez, realizar todas as ações que precisa fazer, e após isso, é preciso remove-lo ou adicionar outro servidor via Snap-In por cima, e fazer tudo que precisar fazer. Ou seja, é um trabalho desgastante, onde é preciso fazer uma atividade por vez e “montar” a próxima atividade – algo moroso, não produtivo. Com isso, a Microsoft se baseou para formar uma ferramenta que atualizasse essa Feature, e fizesse com que a forma de trabalhar ficasse mais rápida e fácil, e que fosse possível de utilizar de qualquer computador e navegador, deixando de ser uma solução local. Assim, deixa de ser um aplicativo de nível Desktop e passa a ser uma solução Web. Entretanto o MMC ainda existe até mesmo no Windows Server 2019. A partir do Windows 2008 R2 é possível adicioná-lo (Admin Center). Versões anteriores ao 2008 R2 não é possível utiliza-lo, somente MMC. 

Requisitos para utilização do Admin Center:

Existe necessidade de baixar o instalador do Admin Center, ou se possuir a versão de Windows 2008R2 ou maior, baixar o patch de atualização 1809. 

  • Para gerenciar o Windows Server 2008 R2 com o Windows Admin Center, você precisará instalar o WMF versão 5.1.
  • Certifique-se de que o .NET Framework 4.5.2 ou posterior já está instalado no computador ou servidor (na duvida, habilite o 4.7).
  • Para usar a área de trabalho remota no Windows Admin Center, você deverá habilitar a Área de trabalho remota no seu servidor (verificar se o Nível da Autenticação no Nível da Rede esteja atualizado!).
  • Liberações de regras de Firewall (depende do seu tipo de serviço – auth AD, FS, etc).

Voltando ao Admin Center, a máquina hospedeira do Admin Center, não precisa estar necessariamente no mesmo domínio das máquinas que irão ser gerenciados por ele. É preciso ter as credenciais administrativas do domínio! É possível gerenciar também, servidores Cluster Failover de Hyper-V por exemplo, saindo um pouco do gerenciador padrão do Hyper-V. 

ATENÇÃO:

  • No inicio, é solicitado uma porta de comunicação do gerenciamento Web do ambiente.
  • O padrão da porta é 6516. Desconheço algum software, aplicação ou protocolo que utilize a porte 6516, que é a padrão do Admin Center. É possível alterar a porta padrão na instalação do Admin Center, mas é preciso atentar-se à porta escolhida, para no futuro não impactar em uma possível aplicação ou liberações de regra de firewall. 

Limitações: Versões como Win 2008 R2 as informações e Ferramentas que o Admin Center provê, é muito menor que um Windows Server 2016/19. As informações básicas são as mesmas, mas as ferramentas são bem limitadas.  

Windows 2008 R2 por ser um SO legado, não permite o uso nativo de Admin Center, é preciso instalar algumas features, são elas Framework, WMF (Windows Management Framework) que é basicamente frameworks de gestão do Windows Server.  

É possível configurar um hyper-v através do admin center, sem precisar configurar os comutadores virtuais, por exemplo, direto no hyper-v. 

Discover na rede DNS: é possível fazer um .csv ou .txt e fazer o upload dos Servidores. Mas ainda, não é possível realizar o discover na rede, afim de localizar máquinas em um domínio em comum. Microsoft parte do princípio de que o Administrador, tem a possibilidade de inserir os servidores que ele deseja ou montar uma lista, indicando uma certa quantia de nome de servidores. Isso, não tira a nossa esperança, da Microsoft fazer um Update que tenha essa “Feature”.

Por que eu não administraria pelo Admin Center? Pois se trata de uma nova tecnologia e com uma nova interface, que demanda um certo estudo e entendimento (até mesmo costume) da ferramenta. Muitos ainda estão acostumados em gerenciar através de Hyper-V e/ou Snap-In do Windows. Hoje, o Active Directory não contempla a possibilidade de ser gerenciado pelo Admin Center. Mas, já existem estudos da Microsoft que apontam a integração da Feature Active Directory no Admin Center. 

Compatibilidade: Todos os navegadores funcionam de uma forma eficaz, menos o Edge. Existem alguns bugs que podem acontecer, mas enfim, sabemos que o Edge já está com data fim.

Referências:

https://docs.microsoft.com/pt-br/windows-server/manage/windows-admin-center/understand/windows-admin-center

https://support.microsoft.com/pt-br/help/962457/what-is-mmc

https://vbrownbagbrasil.com.br/vbrownbag-brasil-s02e39-26-11-2018-descobrindo-o-windows-admin-center-nathan-pinotti/


1 comentário

Carlos Vieira · dezembro 12, 2018 às 12:40 am

Muito esclarecedor, parabéns pela publicação !! 😄😄

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *